Atualizado em 8 de fevereiro de 2018 às 10:48

Bagé sedia campeonato de polo em março

Organizadores destacaram tradição local do esporte

Organizadores destacaram tradição local do esporte

A Rainha da Fronteira sedia, de 1º a 4 de março, o 15º Campeonato de Polo, que, este ano, recebe o nome “Cidade de Bagé”. O evento esportivo integra a Copa Tríplice Coroa, cujas três etapas são realizadas nas cidades de Porto Alegre, Bagé e Uruguaiana. Um dos organizadores do evento, o engenheiro agrônomo Ronaldo Jacinto Cantão, de 59 anos, informa que o evento irá acontecer no campo de treinamento de polo do Exército, a dois quilômetros do trevo de acesso à avenida Santa Tecla e BR-293.

De acordo com a organização, será uma grande oportunidade para que a comunidade de Bagé conheça o esporte. Cantão destaca que, na ocasião, participarão 200 cavalos, no campeonato que contará com sete equipes, sendo quatro de Bagé, duas de Uruguaiana e uma de Viamão. “A entrada será franca e teremos à disposição do público, bar para consumo de comidas e bebidas; erva-mate e água quente para chimarrão. O campeonato movimentará a economia local porque reunirá cerca de 150 pessoas entre integrantes das equipes, organização e apoio, além de familiares e admiradores do esporte”, comenta Cantão que pratica polo desde 1978 e já treinou em outras cidades do Estado, como Uruguaiana, São Gabriel e Quaraí. Conforme ele, o avô gostava muito do esporte e o pai era militar e também polista. Isso influenciou a família, visto que seus irmãos também são adeptos do polo.
O campeonato terá quatro equipes de Bagé: Formosa, Fronteiriço, La Pampa/Centauros e Santa Luzia. Cada uma com quatro jogadores, entre profissionais e amadores. “No mínimo, um profissional por equipe”, salienta Cantão.  Entre os atletas destaques que participarão da disputa em Bagé, está Rafael Oliveira, de 33 anos. Ele atua desde 2009 como profissional, tendo aderido ao esporte em 2000. Oliveira vive e treina na Alemanha, tendo competido no Brasil e em outros países, como Argentina, Hungria, Suécia, Polônia e Alemanha. “É importante desmitificar essa imagem de que o polo é um esporte apenas para ricos. Qualquer um pode jogar e o campeonato tem essa importância para divulgá-lo à comunidade”, destaca Oliveira. A competição, em Bagé, conta com apoiadores como Luiz Olavo Azambuja, que ressalta que o campeonato terá a presença de jogadores da seleção brasileira, com títulos internacionais como Ângelo Antônio Martins Bastos, Flávio Castilho, Leandro Rodrigues e Gustavo Lins. Também estarão juízes nomes como Gustavo Garcia, campeão mundial pela seleção brasileira da modalidade.

Fonte Jornal Folha do Sul

 
 
 

Seja o primeiro a comentar

 
 



 
 


sete − 5 =

 
 

Clique em Curtir

 

Previsão do Tempo

 
 
 
Curta a Alternet no Facebook
Desenvolvido por | Time 7