Atualizado em 17 de maio de 2017 às 17:22

Benites toma posse como delegado regional

Novo titular pede que as chefias levem em consideração o pedido das delegacias

Novo titular pede que as chefias levem em consideração o pedido das delegacias

O complexo cultural do Museu Dom Diogo de Souza sediou, na tarde de ontem, a solenidade de posse do delegado Luís Eduardo Sandim Benites como novo titular da 9ª Delegacia de Polícia Regional de Bagé.
Em seu pronunciamento oficial, com emoção, ele falou sobre suas origens, da relação com a família e amigos. Sobre a nova função, frisou que se trata de um desafio. “Precisamos construir soluções multidisciplinares, com apoio de todos os segmentos, envolvendo a coletividade. O crime, infelizmente, é um dado da natureza humana. Podemos controlar, mas jamais vamos erradicar. Portanto, não significa que devemos ser conformistas”, enfatizou.
Despedida
Por sua vez, o delegado Alcindo Dutra Martins, que deixou o comando da 9ª Delegacia Regional de Polícia, ao se manifestar, destacou ter orgulho em ter feito parte do quadro da segurança por mais de 45 anos. “A polícia se tornou um sacerdócio para mim. Ingressei aos 21 anos e acredito que foi por vocação. Com o passar dos anos, procurei melhorar, atendendo a evolução científica e tecnológica”, comentou durante entrevista concedida à Folha do Sul.
Martins destaca a superação da vida de policial. “Encerro a minha carreira na cidade onde comecei (Bagé). Respondi por mais de 50 municípios durante o tempo que fiquei como delegado. O que sempre me chama atenção é que os organismos policiais lutam para trabalhar, mesmo com dificuldades, tanto de recursos materiais quanto humanos”, salientou.
Ele enfatiza o desejo de sucesso ao novo titular da delegacia regional e se despede de seus amigos e colegas. “Acredito que estou saindo com minha missão cumprida. Agradeço pela confiança da comunidade em todos os municípios onde trabalhei. E peço que a sociedade siga confiando nos organismos policiais”, encerrou.
Alerta para demandas
Antes da solenidade, na parte da manhã, uma coletiva à imprensa foi concedida por Benites e pelo diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Fernando Antônio Sodré de Oliveira, que veio à Rainha da Fronteira para acompanhar o ato.
Sobre Benites, Oliveira disse tratar-se de um profissional gabaritado para a função. “É um delegado que tem experiência, inclusive, já exerceu a função no DPI. Tem todas as credenciais profissionais e pessoais para fazer um excelente trabalho diante da delegacia. Essa região é muito importante. Temos a Força-Tarefa de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato, que é um dos crimes que mais preocupa a região”, reforçou ele. O diretor, ainda, garantiu que a violência que tem migrado para o interior é preocupante. “As delegacias especializadas em furtos, roubos, entorpecentes e capturas, que são 11 no Rio Grande do Sul, fazem um trabalho excelente. A Defrec de Bagé está entre as melhores. Mas essa migração preocupa. Os criminosos não passam a residir no interior, mas vêm fazer ações. Temos conseguido debelar algumas quadrilhas”, destacou.
O titular do DPI salientou que a região de Bagé sempre esteve nas prioridades em razão do combate a crimes rurais. “A economia do Estado é focada na agroindústria, agronegócio e pecuária. Isso exige nossa atenção. Temos equipes qualificadas e dedicadas. Dentro do quadro que temos de efetivo, comparados a outras regiões, está sob controle. As delegacias estão com resultados positivos. A nona região está bem classificada no Estado”, completou. Oliveira relata que o abigeato é uma preocupação permanente, assim como todos os crimes rurais. “Estabelecemos um projeto de uma força-tarefa e estamos aguardando recursos financeiros para fazermos ações de enfrentamento de furtos e roubos de agrotóxicos e defensivos agrícolas. Referente ao abigeato, depois da força-tarefa diminuiu em 37% o índice desse crime. É importante, também, trabalharmos a conscientização de criadores ou produtores, para que tomem medidas pessoais para diminuir, ou pelo menos, ter mais segurança, sendo do rebanho ou dos seus produtos”, argumentou.
Outro tópico abordado foi quanto à questão econômica. Oliveira reconheceu, por exemplo, a existência de um sucateamento de viaturas, falta de armamento e efetivo.  “Temos dificuldade na manutenção de investimentos. Agora, foi assinado um contrato de compra de viatura. Mas um número suficiente, apenas, para atender os casos mais emergenciais, somando as viaturas pretas/brancas e as discretas, em torno de 40. Mas sabemos que é pouco para o Estado”, relatou.
Reforço
O diretor do DPI enfatiza que um projeto pretende fazer com que as Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deam) sejam cada vez mais equipadas. “Acreditamos que essas delegacias devem ser coordenadas por mulheres. Além disso, temos o projeto ‘Mediar’, quando a polícia prepara mediadores para os conflitos e crimes de menor potencial ofensivo, inclusive, violência doméstica. Certamente reduzirá os índices desses crimes”, explica.
Ele ressaltou a importância do atendimento à comunidade, principalmente, nas Delegacias de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPAs). “Enquanto gestor, minha prioridade sempre foi garantir condições de trabalho. Temos que investir na melhora das DPPAs. Isso tem dupla finalidade. Primeiro, é o atendimento ao cidadão. Temos que atender bem, de forma eficaz, eficiente e humana. Acolher as pessoas, porque elas chegam, muitas vezes, em um momento de muita angústia. Segundo, os policiais devem ter um espaço e boas condições de trabalho. Eles estando bem, o serviço é prestado com mais qualidade”, explica.
Benites, aliás, informou que o projeto é de alteração no espaço físico do plantão. “Visamos dar uma maior qualificação no serviço prestado à comunidade e também aos policiais que lá trabalham. Graças ao apoio de empresas e membros da sociedade, devemos, na próxima semana, iniciar as obras readequando o espaço”, estimou.

Fonte Jornal Folha do Sul

 
 
 

Seja o primeiro a comentar

 
 



 
 


+ 8 = dez

 
 

Clique em Curtir

 

Previsão do Tempo

 

+ vistos do dia

 
 
 
Curta a Alternet no Facebook
Desenvolvido por | Time 7