Atualizado em 8 de setembro de 2014 às 12:09

Chegam ao fim as gravações do filme sobre Adão Latorre

Sapiran Brito interpreta o degolado Maneco Pedroso e trabalhou na preparação dos atores

Sapiran Brito interpreta o degolado Maneco Pedroso e trabalhou na preparação dos atores

Na aurora deste domingo foram gravadas as últimas cenas do curta-metragem “Latorre: alma, terra e sangue”, da diretora Adriana Gonçalves. Agora o material vai para São Paulo, onde será editado e a previsão é que o filme seja lançado no final de outubro.
A inspiração de Adriana surgiu após a leitura dos livros “Terra, Alma e Sangue”, de Cândido Pires Oliveira, o qual tem uma nota sobre Adão Latorre, e “A Lagoa da Música”, de Pedro Wayne. “Juntei a pesquisa com a lenda e criei uma ficção, pois acho que este é um personagem que merece a nossa atenção e faz parte da história da região”, argumenta. O roteiro foi elaborado há quatro anos, mas somente agora, com patrocínio da Syudio Fly e Antifilmes e o apoio de várias empresas locais, foi possível torná-lo realidade.
A história do curta se passa no dia da degola e as locações foram no Museu Dom Diogo de Souza, na Estância do Limoeiro, finalizando na Estância Santo Antônio. O proprietário do local, José Tavares Botelho, bisneto de Joca Tavares, líder do exército em que Latorre servia, conta que cedeu sua estância para as filmagens por ser um apaixonado por história e arte. “A minha família está muito ligada à Revolução de 1893 e a minha propriedade tem características parecidas, como um muro de pedras que havia na época. Além disso, eu apoio o movimento de arte e este polo do cinema que Bagé está se tornando, que é importantíssimo”, destaca.
O curta-metragem levou um mês para a pré-produção, quatro dias de filmagens e terá mais dois meses de pós-produção. Cerca de 40 pessoas estão envolvidas no trabalho, em sua maioria, bajeenses. Da equipe principal, conforme Adriana, somente o diretor de fotografia Bruno Polidoro, que não tem vínculo com a Rainha da Fronteira. O curta-metragem deverá ser exibido durante o Festival de Cinema da Fronteira.

 

Fonte: jornal Minuano

 
 
 

Seja o primeiro a comentar

 
 



 
 


9 − = sete

 
 

Clique em Curtir

 

Previsão do Tempo

 

+ vistos do dia

 
 
 
Curta a Alternet no Facebook
Desenvolvido por | Time 7