Atualizado em 29 de agosto de 2014 às 12:37

Bagé é o município que mais cresceu na região, segundo IBGE

Bagé é o município que mais cresceu na região, segundo IBGE

Bagé é o município que mais cresceu na região, segundo IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, ontem, as estimativas de quantos habitantes há em cada município brasileiro. Na região da Campanha, Bagé lidera o crescimento em número de pessoas. Conforme a estimativa, o município teria 121500 moradores, ou seja, 265 a mais do que os números apresentados em 2013. Assim, Bagé é a 17ª cidade gaúcha em população.
Na sequência, vem Candiota, com 52 habitantes a mais que em 2013. Atualmente a população é estimada em 9266 pessoas. Quando chegar a 10 mil, altera a faixa no Fundo de Participação dos Municípios, permitindo que a capital do carvão receba mais recursos federais. Aceguá teve um crescimento populacional de 33 habitantes e, conforme a estimativa, agora  possui 4671 moradores. Hulha Negra também está em ascensão, atingindo densidade populacional de 6434 pessoas, ou seja, 48 a mais, se comparado ao ano passado.
Por outro lado, há municípios na região que não tiveram aumento populacinal. Dom Pedrito é o líder neste quesito, pois conforme o IBGE, hoje tem 39920 habitantes, isto é, 37 a menos que nas estatísticas do ano passado. Logo em seguida vem Pinheiro Machado, com uma redução de 36 moradores, atingindo em 2014 a marca 13011 pessoas. Pedras Altas está com 2210 habitantes, isto é, 16 a menos que nas estatísticas do ano passado e Pinheiro Machado com 15 a menos, totalizando uma população de 7847 pessoas.
A estimativa geral do IBGE é que a população brasileira tenha crescido 0,86% do ano passado para cá. O cálculo é feito em cima do número de óbitos e nascimentos registrados desde o último Censo, realizado em 2010. Segundo o Instituto, as maiores taxas geométricas de crescimento da população verificadas entre 2013 e 2014 estão nos municípios de médio porte, como Bagé, que possuem entre 100 mil e 500 mil habitantes em 2014 (1,12%). Esses municípios, em geral, são importantes centros regionais em seus estados, ou integram as principais regiões metropolitanas do país, configurando-se como áreas de atratividade migratória.

 

Fonte: Jornal Minuano

 
 
 

Seja o primeiro a comentar

 
 



 
 


4 + cinco =

 
 

Clique em Curtir

 

Previsão do Tempo

 
 
 
Curta a Alternet no Facebook
Desenvolvido por | Time 7