Atualizado em 31 de maio de 2014 às 12:19

Cultivo da soja traz reflexos para a economia de Bagé

Investimentos de empresas chegaram a quase R$ 30 milhões

Nos últimos anos, a área plantada de soja aumentou consideravelmente na região, pulando de dois mil hectares para 100 mil. Somente em Bagé, em 2014, segundo dados do informe conjuntural da Emater, a área plantada chegou a mais de 30 mil hectares (um aumento em 10 vezes desde 2010 quando) com produtividade esperada de 2,1 mil toneladas.

Com o avanço da cultura, reflexos estão sendo sentidos em várias áreas da economia local. O mercado imobiliário, por exemplo, remete a maior produção de soja como um dos fatores do agito dos últimos anos.
Um dos fatores que contribui para a produção da soja é o valor elevado de venda. A última atualização de preço, datada do dia 25, registrou média de R$ 64,65 a saca de 60kg.
Comércio agropecuário
O “boom” da soja tem se refletido no mercado agropecuário. Sócio-proprietário de uma agropecuária, Josué Menezes observa que seu faturamento dobrou nas últimas três safras. “A cultura vem crescendo e trazendo reflexo positivo para o comércio. Conforme aumenta a área, os produtores precisam de mais insumos com defensivos, sementes e adubos”, avalia.
José Fernandes, gerente de uma filial de uma grande empresa que tem sete lojas na região, destaca que, desde o ano passado, a soja impulsionou o mercado. Os artigos que mais saem são as plantadeiras e pulverizadores, necessários para o cultivo. “Somente neste período deve ter aumentado em torno de 35% as vendas. Por isso investimos mais nesse tipo de material, já que nossas lojas são na fronteira-oeste, onde aumentou bastante a área plantada de soja”, comenta.
 Uma loja de máquinas informou, por meio do sócio-proprietário Fernando Klassmann, que, este mês, a venda reduziu cerca de 15%, mas somente porque é época de colheita. “Mas a tendência é de que, nos próximos meses, o investimento seja maior para renovação do maquinário para a próxima safra. Posso dizer com segurança que a venda deve se multiplicar”, comentou. Ele diz que, na época da colheita, a venda cai naturalmente mas, no plantio, previsto para os próximos meses, volta a aumentar.
A Cooperativa Mista Agrícola Aceguá Ltda. (Camal) também percebeu essa significativa diferença. “Saiu de zero para uma expressão quase tão próxima à do arroz. Isso refletiu nas nossas atividades. Não saberia especificar o percentual de aumento, mas é um crescente ano a ano e a tendência é crescer ainda mais”, diz o engenheiro agrônomo do departamento técnico da cooperativa, Edemar Dutra. Ele diz, ainda, que o número de sacas recebidas este ano ainda não fechou, já que a colheita está na fase final, mas que, certamente, deve girar em torno do dobro do ano passado.
Expofeira
Uma boa oportunidade para expor produtos relacionados a essa produção é a Expofeira de Bagé, que acontece anualmente e já está em sua 102ª edição em 2014. O presidente da Associação e Sindicato Rural de Bagé, Rodrigo Móglia, ressalta que, anualmente, a feira tem espaço para exposição de máquinas e insumos. “A feira é agropecuária e contempla essa parte também”, comenta, lembrando que já houve fórum englobando esse tema. “Ainda não temos nada a esse respeito programado”, comentou, dizendo que a feira é mais curta este ano em função das eleições.
Investimentos
Pelo menos três empresas iniciaram as atividades entre o ano passado e este ano na região, com vistas ao recebimento da produção de soja.
A Puro Grão, de Pelotas, investiu cerca de R$ 6 milhões e, até o início deste mês, já havia recebido um montante de 600 mil sacas de soja da região. A capacidade de armazenagem é de 400 a 500 mil sacas.
Outro grande nome que veio para a cidade foi a Marasca Comércio de Cereais Ltda., de Tapera, que investiu R$ 15 milhões.
Em Candiota, a A. Reimann Cia. Ltda. também já está operando desde o ano passado com capacidade para 510 mil sacas e investimento de R$ 6 milhões. O foco principal da empresa, segundo Djonatan Bonato, auxiliar de escritório, é a armazenagem de soja. “Do ano passado para cá, recebemos 100% a mais”, diz.
 
 
 

Seja o primeiro a comentar

 
 



 
 


− cinco = 4

 
 

Clique em Curtir

 

Previsão do Tempo

 
 
 
Curta a Alternet no Facebook
Desenvolvido por | Time 7